9 de agosto de 2017

Recordar é mais do que reviver, é Rejuvenescer, é viver em sua plenitude

Não penso na Nostalgia exatamente como um caminhar para trás no tempo, ou como um indicativo de que estamos ficando velhos e obsoletos, muito pelo contrário(!): Penso que as recordações são combustíveis para o rejuvenescimento, uma visitação ao passado de nossa própria história visando a valorização e re-análise de coisas que mudaram e que não deveriam ter mudado, e a ponte para um importante momento de aprendizado para que, hoje, não cometamos os mesmos erros praticados no passado.
Game Over

Não sei se foi esse pensamento que o talentoso artista Patrick Ballesteros teve ao trazer em sua arte, os personagens de volta ao espírito da infância. O fato é que podemos ver o Amor empregado em cada traço, na criação de cada expressão, cada cenário.
Rooftop Rover
Mas pensem comigo por um instante: “É demasiadamente grande o poder da Nostalgia, pois quando misturado com saudades, o tempo para por um quase eterno instante.”
Here Comes A New Challenger
Por isso insisto no valor desse doce poder: “Não há passado quando este esta no presente. Portanto, não vivemos no passado quando contemplamos nossa história através da mente, este sim é um maravilhoso presente.”
Game On
Por mais que você não tenha saudades, ainda assim vive em constante contato com as lembranças, ora, você pode centrar o pensamento somente no presente? Como o futuro é desconhecido, você só se limita a imaginar como ele será, independente de esperar pelo melhor ou, o que é propensão de muitos, pensar no pior.
Full Tilt
Mas não deixe que esse doce se torne uma dor de barriga cujo resultado será aquilo que você já sabe bem, pois se prender ao passado sem prestar a atenção no presente, é o mesmo que se negar a viver, é o mesmo que não se permitir viver novas experiências que no futuro se tornarão belas recordações, este, na minha visão, é a verdadeira renovação, e viver uma vida sem isso, é pedir para existirmos sem um objetivo, sem um propósito. Visitem a galeria do Patrick Ballesteros para apreciarem outros de seus geniais trabalhos, se tiverem interesse também, sigam-no no face e sigam-no no Twitter. Despeço-me agora de todos deixando meu cordial Vida Longa e Próspera.
\\//_

8 comentários:

  1. Yoz filosofando... e eu só observando as artes kkkkkkkkkkkkkkk

    Brincadeira mano. O texto como sempre muito bom mas eu me sinto velho lendo essas paradas kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Muito boas as imagens, mas eu curti ainda mais o texto. Tudo que eu vejo por aí são pessoas se atacando quando o assunto é nostalgia, cansei de ver o carrancudo que só olha pra trás reclamando do presente é futuro e do moderninho xarope que só olha pra frente falando não do passado. Seu texto recomenda que um equilíbrio seja buscado, me parece o melhor dos universos. Queria que mais pessoas pensassem dessa forma, independentemente de suas preferências.
    Enfim, ótimo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo feed, Cadu. Continue nos visitando aqui no blog.

      Excluir
  3. É sempre bom visitar seu blog, seus conteúdos são interessantes, ainda mais quando você combina com essas ótimas reflexões.
    Seguindo essa linha de raciocínio, eu não sei se você ficou sabendo, mas existe esse projeto sobre o Phantasy Star II que talvez capte o seu interesse:

    https://www.facebook.com/groups/psbrasil/permalink/1436533276394732/

    Tudo de bom e até a próxima postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, meu queridão! Eu soube desse projeto sim, aliás, eu sou um dos moderadores dessa comunidade. Estou empolgado com ela, por sinal, estou pensando em trazer coisas de Phantasy Star ou pra cá pro Gamer Desconstrutor, ou lá pro Blog da Gazeta de Algol. Tem um projetinho que preciso fazer, que é testar uma retradução do Phantasy Star III feita por um amigo meu.

      Excluir