6 de abril de 2016

Vai uma quest'zinha secundária aí, tio?



Nos jogos, por mais que alguns sejam absurdamente difíceis, eles possuem uma forma bastante simples. Um personagem com um trajeto único a seguir. Às vezes, não chegavam a ser tão complexos assim, mas ainda assim, íamos trilhando algo. Nisso, encontrávamos diversos tipos e jeitos de serem contadas, a partir da jogatina. Algumas delas eram/são bem originais e outras, bem derivadas. Ainda assim, de uma forma ou outra, algumas delas podiam ser muito boas de serem seguidas. As vezes aquela história é tão boa, que jogamos para revê-la, ou até mesmo encontrar mais detalhes sobre elas. Mas o que eu não estou escrevendo tudo isso, apenas para dizer algo que a maioria está cansada de saber, e sim, sobre o que há dentro de tudo isso: As Quests Secundárias!

Mesmo em jogos antigos, podemos ver que elas estavam lá, algumas não eram tão comuns assim, no entanto, acredito que não eram tão proposital, e sim, algo do tipo: Deixe ali um segredo, um lugar secreto, coisa e tal... Comecei a perceber esse tipo de coisa jogando The Legend Of Zelda do Nintendinho. Mas como havia dito antes, não são tão quests secundárias assim, podemos dizer melhor que são algo extras que ajudam, eu admito; ou podemos até fazer de conta que são, isso vai de cada um.

O jogo, para um bom jogador pode ser fechado em poucas horas, ou em seu menor tempo possível, isso é algo de cada um, porém quando adicionamos as quests secundárias, começa a haver um acréscimo dessa jogatina, e para muitos, isso torna-se uma prerrogativa. Que em muitos caso é excelente.
Essas adições nem sempre são indiferente à história principal. Elas podem complementar, ou até mesmo explicar alguns fatos ocorridos em certos momentos de toda história contada. Podem, também, oferecer itens melhores, personagens convenientes ou uma evolução melhor para seu personagem, ou algum outro, caso haja mais adicionado a você, como é comum em jogos de RPG.
O que é de consenso popular, penso eu, é que essa soma aos jogos não atrapalha, pois como são comumente não obrigatórias, o jogador se sente livre a jogar à sua maneira, e ainda assim, ver o final, saber a conclusão de tudo que houve... E/ou para aqueles mais ávidos a uma jogatina com o mais que há para oferecer, saber mais, obter mais, e sentir 100% satisfeito.

Suikoden 2 (PlayStation)

Todavia, há quem ache que as quests secundárias sejam mais que diversão extra, e esses são as empresas que as criam, pois as mesmas, sabendo que começou a surgir esses jogadores obstinados a se provar, elas de certa forma, deturparam os tão criativos e suplementares acréscimos a história, transformando-as em uma lista de afazeres, abusando do desejo do jogador de querer algo mais ao seu jogo, os chamadas Achievements.
Os lugares, história, itens, personagens secretos que fazem com que a essência do jogo aumente, foram substituídos por encargos; na maioria, números a alcançar. Uma ideia válida, entretanto, se comparado, pobre! Não quero condenar, nem ser hipócrita para com esse tipo de novo sistema de entretenimento, mas acho que não é assim que uma quest secundárias deveriam ser, de fato, designada. Eu mesmo satisfaço-me completando-os em alguns jogos. E olhando pelo lado positivo, os achievements são uma forma díspar de nos divertir, e por mais que decidiram economizar bytes para dar espaço aos gráficos, visto por alguns como “algo mais importante” no jogo, ainda é bem válido.

Contudo as Quests Secundárias ou os Achievements colocaram em nossos jogos favoritos, mais do que eles pareciam oferecer, ainda nos permite estar mais próximos a eles por mais um bom tempo e nos deixando com aquela sensação de trabalho bem feito, com o peito estufado, pensando, sou bom mesmo no jogo que mais amo!


2 comentários:

  1. Eu não ligo nada pra isso, mas depois de ler o texto...
    https://4.bp.blogspot.com/-fGofzK1tYn4/VwPnKbb_5ZI/AAAAAAAAHy8/k7rxIpmcnQsGJgHaseCuy1vn0IPqQDyPQ/s400/Untitled-1.png

    ResponderExcluir
  2. Confesso que me achava bom no Shining Force III, a única coisa que só fui descobrir como pega depois que passei a ter acesso à internet foi o mapa do Tesouro do Capítulo 5 do cenário 2, de resto, virei os 3 cenários de todas as formas possíveis, cheguei a passar períodos de férias escolares inteiros jogando o game, que é o eleito como "meu favorito".

    ResponderExcluir