8 de março de 2015

Sem elas, toda a criação não estaria completa

O que seria do homem SEM a mulher? Ela é o nosso ponto de equilíbrio, a nossa contra parte tanto em gênero quanto em espírito, tanto em corpo quanto em alma. Há uma razão para sermos diferentes e uma razão maior ainda por sermos quem somos, e tudo isso emanou de algo que nem todas as palavras proferidas ao léu ou escritas por mãos humanas seriam capazes de definir precisamente. Portanto, não podemos negar o valor de um ser que, falando como homem, nos completa perfeitamente independente de vertentes religiosas, científicas ou filosóficas que geram e debatem fervorosamente conceitos do Criacionismo, Evolucionismo, Fixismo ou até mesmo o mesmo o “acidentalismo”.

Foto da minha esposa olhando o por do sol na Estação das Docas – Belém - PA

“Divino poema, graciosa estátua de sedução, acende meus olhos e os queimam com ardor, majestosa e glamourosa escrita com Amor, tem na alma a beleza da mais bela flor, com aroma vivo e sedutor!”

Merecedora de todo um jardim justamente por valorizar cada botão de rosa, a mulher nos encanta com seu sorriso, e nos toca a alma com seu espírito. E é ai que entra a sua força, pois justamente na delicadeza de seu toque e na sabedoria de sua alma é que elas são capazes de influenciar desde grandes decisões globais quanto os rumos de pequenos mundos individuais de si própria ou de outrem. Mas de onde veio o dia Internacional da Mulher? Vamos juntos descobrir?

Por iniciativa do Partido Socialista da América, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado primeiramente na data de 28 de Fevereiro de 1909 em decorrência de maus tratos contra as mulheres que trabalhavam como operárias nas industrias têxteis na cidade de Nova York. Entretanto, devido a uma tragédia ocorrida no dia 25 de Março de 1911, onde um incêndio ocorrido na fábrica Triangle Shirtwaist resultou nas mortes de 146 trabalhadores, sendo a maioria costureiras, tal evento foi erroneamente considerado por muito tempo como a origem do Dia Internacional da Mulher.



Todavia, no dia 08 de Março de 1917 ocorrera uma greve das mulheres na Rússia que marcou a história naquele país por deflagrar a revolução que resultou na derrubada do regime absolutista do Czar mudando a história do século XX, a Revolução Russa. E em 1977, a Organização das Nações Unidas (ONU), com base nesse evento, definiu oficialmente a data 08 de Março como o Dia Internacional da Mulher para que fosse lembrado as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres. Se quiserem se aprofundar mais nesse assunto, basta ler o texto na Wikipédia e/ou no site Revista Escola que detalham o evento bem melhor do que este breve resumo.

Bem... Olhando esse breve retrospecto histórico, lembrei de uma coisa: Que eu costumo dizer/pensar que se a mulher tivesse sido colocada em destaque maior desde a aurora da comunicação e da história do pensar, teríamos hoje uma faceta social completamente diferente tanto a nossa evolução filosófica quanto do sentir e ver as coisas. Mas o que vemos são histórias em que as mulheres não eram nada estimadas, mas inferiorizadas, coisa que mudou depois de muito tempo (Tardia mudança se quer saber a minha opinião). Mas se formos prestar bem a atenção no que o mundo esta se transformando agora, observaremos que a mulher esta novamente sendo desvalorizada, mas de uma maneira completamente diferente do que ocorrera antes.

Desvendar o poder da mulher, é descobrir uma força vigente que unem os astros da galáxia

Os lindos elogios de grandes poetas e compositores que viam a mulher como uma joia, demostravam em todas essas exaltações o valor que elas tinham para eles. Uns as chamavam de pérolas, outros a viam como diamante, ou esmeralda, seu perfume era comparado aos de uma rosa, e a emoção transmitida eram dignas de qualquer um se inspirar a amar em sua forma mais pura e sublime. Com o passar do tempo, as joias foram substituídas por animais, como gatinhas, piranhas e cachorras, e por fim, de animal passou a ser vegetal, nomeando a mulher como melancia e mamão, e eu rogo-vos pois que isso mude e não volte jamais. Somos melhores que isso porque já fomos melhores que isso! Sim! Somos todos seres imperfeitos, mas ainda assim especiais, mas a vida de um se completa com sua contra parte, e eu costumo ver a mulher com um nível formidável de espiritualidade que muitas vezes falta em tantos homens, por isso elas devem ser bem mais valorizadas. Elas nos “constroem” desde um pequeno elemento, uma sementinha de Amor depositada nela por um homem (Esta vendo a importância das duas partes para a criação de uma nova vida?), crescemos, tomando a forma de um ser complexo, e mesmo depois ela ainda cuida de nós até mesmo quando “não mais precisamos dela”, digo entre aspas porque SEMPRE precisaremos delas, mas de uma forma diferente da correlação dependente entre uma criança e sua mãe.


O que aprendemos com uma mulher valorosa? Basta observar o brilho em seus olhos e sorrisos, e em sua capacidade quase infinita para amar. Que diante das lutas e dificuldades, até mesmo se deparando com os momentos mais desesperadores da vida, ainda assim a vemos de pé, alegre e tornando o dia de qualquer um mais bonito e especial, valendo realmente a pena tê-las ao nosso lado.


Todos os argumentos descritos até aqui foram as principais razões pelos quais eu resolvi não apenas dedicar um espaço neste site de games para homenagear as mulheres como também começar este texto para esta data especial. Espero sinceramente que todas vocês que lerem estes meus pensamentos sintam-se felizes pelo valor que este texto atribuiu a vocês. Como simbolismo e primeira imagem de abertura, usei a foto da minha esposa olhando o por do sol, portanto, este texto, assim como poema que eu escrevi, eu dedico primeiramente a ela por ela ter sido a fonte principal de inspiração. Agora irei mudar um pouco de assunto, mas sem sair completamente da essência do Dia Internacional das Mulheres para entrar no Making Of gamístico do personagem do mês lá na Retro-Gamers Brasil. Lá resolvemos também homenageá-las ao nosso modo, e geralmente, aqui no Desconstrutor de Jogos, este espaço seria dedicado a somente isso. Bem, este mês escolhendo quatro mulheres atuantes em games para definir qual delas será a capa da nossa comunidade representando-a durante um mês inteiro. Entretanto, o resultado foi, digamos assim, inesperado. Alguns devem até estar se perguntados “Como isso foi possível? Como uma personagem como ela ganhou o concurso de personagem do mês se ela nem é tão conhecida assim?” podem dizer que foi milagre ou que foi trapaça, mas eu só digo uma coisa: “As vezes a nossa comunidade de Phantasy Star é pequena, mas a perseverança é gigante!” Bem, apreciem mais um personagem do mês, desta vez do mês de março de 2015.
:-)

O intuito da enquete era escolher qual dentre elas seria a mulher mais especial para os Gamers em geral, e com isso além do quadro de batalha, como de costume, fiz este Making-of (ou making of) da Pixel Battle Arte deste mês. Bem, entraram no concurso :

Nakoruru (Samurai Shodown):
Criada pelos designs Eiji Shiroi (Samurai Shodown I a IV), Senri Kita (série 3D), Takkun (Samurai Shodown V) e Ito Satoshi (Samurai Shodown V Special), Nakoruru (ナコルル) é uma personagem dos jogos da série de Samurai Shodown que foi desenvolvida pela SNK Playmore.


Diferente do esperado, NÃO peguei seus Sprites de um jogo Samurai Shodown, mas do The King of Fighters 2000 por avaliar a mesma como sendo a que mais tem detalhes, fora a resolução da imagem que calhou perfeitamente no quadro de batalha.


Nei “Humano que não é humano” (Phantasy Star II):
Um ser gerado artificialmente da fusão híbrida de células humanas e de biomonstros, com Designer de Rieko Kodama e artes de Naoto Oshima e Toru Yoshida, Nei (ネイ), cujo o termo significa “Humano que não é humano” é uma personagem de um jogo de RPG para Mega Drive chamado Phantasy Star II (O Fim da Restauração) lançado no ano de 1989.


Arte desenhada por Nak Nak
Os sprites da Nei, que foram capturados pela Ultimecia, eu também peguei no Spriters Resource, mas para a batalha, eu acabei usando os Sprites da Nei First Ripado por DarkWolf.


Sendo que aqui eu troquei a paleta de cor da Nei First pela da Nei Second. Há! E seguindo o exemplo DESTA POSTAGEM e a pedido do meu grande amigo Daniel Tallarico Garcia eu o inseri no quadro de batalha dizendo frase “Essas são as garras corretas”, frase esta que só os mais chegados na comunidade Phantasy Star entenderão.


Aliás! Também usei os sprites da versão Phantasy Star Generation:2 (Playstation 2) ripados por RodolfoRG, Ignitz e Cue. E se vocês quiserem conhecer mais sobre os Sprites de Phantasy Star, basta seguir ESTE LINK e ser feliz.
:-)
Nina Williams (Tekken):
Nina Williams (ニーナ・ウィリアムズ) é uma das protagonistas principais da série de jogos de luta chamado Tekken, tendo sua primeira aparição em Tekken 1 e desde-daí em todos os outros jogos da série.

Street Fighter X Tekken Arte Oficial do Game, Render da Personagem Nina Williams

Por ter sido a mais presente na minha vida, pensei em usar os “sprites” dela daqui DESTE SITE, entretanto, mudei de ideia para usar a desse site AQUI.

Tina/ Terra Branford (Final Fantasy VI):
Terra Branford ou Tina Branford (ティナ・ブランフォード) como é conhecida no Japão, é uma personagem de um jogo de RPG chamado Final Fantasy VI lançado para Super Nintendo no ano de 1994, seus Designed foram Yoshitaka Amano and Tetsuya Nomura.


Peguei vários Sprites da Terra/Tina no Spriters Resource AQUI e AQUI, mas acabei nem usando estas mesmo sendo as originais. A versão dos Sprites dela que eu integrei no quadro de batalha foram as do site da Wikia de Final Fantasy VI remake aliás este site esta repleto com informações da personagem e vale muito a pena conferir clicando NESTE LINK por sinal eu me senti particularmente tentado a usar uma fan art em pixel criada por AbyssWolf denominada Terra is Green Love:
Mas não se prendam apenas a esta arte sensacional, deem uma passada na galeria DeviantArt  do AbyssWolf para conferir as maravilhosas pixel artes que este cidadão produz e fiquem com uma palinha do que ele é capaz de fazer só para instiga-los a irem lá.

Os fans de Final Fantasy VII com certeza pirarão na batatinha com esta arte.

Fazendo parte de uma das séries de RPG’s que eu mais gosto, resolvi postar também esta pixel arte do Breath of Fire II também criada pelo AbyssWolf. Reparem que na mesma esta a versão do Ryu, Nina e Bleu que eu mais gosto de toda a série:

Cliquem na imagem para exibí-la em seu tamanho original

E por fim este bololô de personagens de várias franquias reunidas numa única arte! Alguém gostaria de brincar nos comentários deste post escrevendo os nomes de cada um deles?
Cliquem na imagem para exibí-la em seu tamanho original
;-)

Dentre os Sprites dos personagens principais do quadro de batalhas, vocês também verão sprites de NPC’s emprestados de Breath of Fire III e cenários de Yu Yu Hakusho: Sunset Fighters, dentre muitas e muitas e muitas outras referências, cabem a vocês enumerá-las se puderem (Podem até usar o setor de comentários para falar sobre isso). Mas nessa doce confusão de gráficos gamísticos, como ficou o rank com as participantes? Olhem a imagem a seguir e descubram por si só:


A nossa grande vencedora foi a Nei “Humano que não é humano” do jogo de RPG Phantasy Star II, ela levou a “taça de ouro” pelos seus 35% das votações.

Atrás dela temos, em segundo lugar, com 31%, Nakoruru.

Terra/Tina Branford ficou em terceiro com 20% da pontuação da votação e...

...em ultimo lugar e não menos importante que todas as outras participantes, ficou Nina Williams com 13% das votações. 

Claro que no arquivo de elementos a serem usados no quadro de batalhas existem sprites que acabaram NÃO entrando na Pixel Battle Art, mas isso serve para que você, leitor do Desconstrutor de Jogos, veja como geralmente eu procedo para criar esses quadros de batalhas.


Reparem que eu também customizei com base nas placas de finalização de fase dos jogos da série Sonic, uma placa homenageando o ator Leonard Simon Nimoy que nos deixou no dia 27 de fevereiro de 2015, para aqueles que não sabem de quem estou falando, basta seguir ESTE LINK e descobrir.


Entendem agora porque eu uso " \\//_ " ao final de cada texto?

É sempre divertido quando vamos inserir os sprites no cenário, a nossa imaginação voa longe e sempre nos perguntamos se alguém vai reparar no que eu estou fazendo, mas depois que vemos como foi o processo de montagem do mesmo e o trabalho que nos deu, seu resultado acaba sendo singular.


Assim os dois cenários foram ganhando vida. Sim! Eu elaborei dois cenários que iriam transitar entre si através de um efeito Fade!



Neste momento você deve estar pensando que esta brincando com o jogo dos sete erros, mas observe a imagem para ver a única diferença entre esta e a anterior a esta e vamos seguindo em frente. :-)

Depois dos quadros criados, bastou jogar todos eles para um programa que eu uso para criar GIF’s animados chamado Easy GIF Animator, e definir os tempos entre as telas e o tipo de transição. Aliás! O gif animado a seguir não expressa a minha ideia original, devido a resolução de cada imagem 767 por 458 pixels e a quantidade de quadros, o meu programa para gerar gif’s animados deu três travadas me fazendo perder tudo. Somente na quarta foi que o gif A SEGUIR deu certo:


Todavia vocês devem ter reparado que a qualidade da imagem caiu bastante quando ela foi convertida num gif, por isso que nesta postagem eu resolvi, além de fazer o Making-of, deixar disponível as imagens de cada quadro presente no gif além dos elementos usados para montá-los.

E sendo assim, dou por encerrado a postagem de hoje esperando sinceramente que vocês tenham apreciado o conteúdo que eu apresentei hoje aqui tanto nas questões gamísticas quanto na homenagem ao Dia Internacional da Mulher, vou me despedindo desejando a vocês vida longa e próspera!
\\//_

4 comentários: