12 de janeiro de 2016

Castlevania Symphony of the Night (Gamers on the road: 004) Explorando a Marble Gallery

Jamais me canso de admirar o esmero com o qual os cenários desse game foram projetados, mesmo antigamente, nos meus primeiros contatos com ele, eu ficava imaginando como seria um filme de Castlevania Symphony of the Night utilizando todo esse estilo de arte e ambientação.

Agora a nossa aventura seguirá atravessando a galeria pessoal de mármore do Drácula, cujo centro existem vários relógios com múltiplas expansões para outras áreas, portanto, peguem sua pipoquinha e vamos admirar as mais variadas estátuas e pinturas deste cenário.

Após passar pelo candelabro com a Holy Water, dê cabo de uns Axe Armors esverdeados. Na próxima tela, pegando o caminho de baixo a direita, existe um save point protegido por uma mesa e cadeiras encantadas hostis. Mas o mais importante a ser adquirido aqui é o Spirit Orb, itens necessário para mostrar a quantidade de dano sofrido pelos inimigos:
Existe um caminho que leva de volta à Entrance com um Shield Potion na ponta da plataforma, é bom alcançar  este caminho pois serve de atalho para quando estivermos retornando da Entrance novamente. Nosso rumo, porém, é pelo corredor dos relógios, onde iremos encontrar Maria Renard:
Você passa por dentro dela usando o mesmo código para passar por dentro da Morte, você a deixa falando sozinha, mas se retornar, o evento recomeça novamente.

Analisando o jogo nesta tela, acabei detectando algo um tanto peculiar. Nesta mesma sala (Imagem anterior), em jogatina normal, você chegará SEM nenhuma habilidade extra como o super pulo ou mesmo o pulo duplo... Todavia, com o uso de códigos, é claro, se assim que o diálogo com a Maria terminar você tentar usar essas habilidades para alcançar as áreas superiores SEM provocar transição de tela pelo caminho ou da direita ou da esquerda, você NÃO consegue entrar nas áreas superiores mesmo que elas estejam com suas passagens abertas. Para isso, você precisa provocar uma transição tela ou indo pelo caminho da direita ou o da esquerda... E somente após isso, voltando a mesma sala, é que você terá acesso liberado a esses locais inclusive a passagem inferior que é onde iremos explorar agora:
Acho que os sons desse relógio deveria ser mais potente. Só acho!
:-)

Para aqueles que jogaram e não se lembram, esta passagem só deveria estar acessível depois de pegarmos o SILVER RING com a Maria no Royal Chapel e o Gold Ring após vencer Succubus. Esta passagem também conduz a um LIFE MAX UP e um HEART MAX UP na sala localizada a direita do elevador (Podemos salvar o game na sala a esquerda). Mais abaixo podemos adquirir os Óculos Sagrados (Holy Glasses), se removermos a parede e o chão/teto, em algumas partes poderemos atravessar a tela para um vazio escuro e sem fim. Ou seja, só resetando o game para corrigir isso (NÃO vou demonstrar porque não passam de telas escuras):

Retornando à sala principal onde se encontra o grande relógio podemos usar o poder que temos graças ao Game Shark para alcançarmos os caminhos superiores, a regra de abertura das passagens é bem simples e contem até umas curiosidades interessantes: A passagem da esquerda fica aberta durante 1 minuto e fechada também por 1 minuto, e se você reparar bem, verá que as batidas deste relógio não apenas coincidem com os segundos do game como marcam o próprio tempo de duração do mesmo. Pegando esse gancho do raciocínio, ao observar seu relógio de tempo de duração de game (No menu quando pressionamos Start com Richter o tempo esta zerado assim como no grande relógio), observa-se que a passagem fica aberta nos minutos pares e fechadas nos ímpares. A outra passagem, a da direita, se abre usamos a sub-weapon Stop Watch e fica 5 segundos aberta que é o tempo de duração do efeito desta sub-weapon (Mas se mantém aberta enquanto permanecermos na passagem). Outras coisas podem ser observadas nesse relógio, por exemplo, o algarismo romano que deveria ser IV = 4 esta como “IIII”, e existem dois crânios que ficam escondidos quando o ponteiro maior (Dos minutos) fica no “X” = 10, quando este mesmo ponteiro fica sobre o algarismo “II”, surge a caveira de cima, e quando fica sobre o “VI” = 6 aparece a caveira de baixo, sendo que a de cima se esconde. E por fim, se o tempo de jogo for 99:59:59, os ponteiros não vão mais se mover e a passagem que leva até o Olrox's Quarters não se abrirá mais assim como os crânios não se moverão mais.

- Mas você esperou esse tempo passar até chegar a esse valor?
- Não! Usei os códigos para...:

80097C38 0000 Controlar os Segundos;
80097C34 0000 Controlar os Minutos;
80097C30 0000 Controlar as Horas.
Obs: Se inserido os códigos do jeito que estão, deixarão os segundos, minutos e horas completamente zerados.

Prosseguindo, o caminho superior central nos conduz a uma Poção, Marreta, Maçã da vida. O da Esquerda tem um LIFE MAX UP e a porta que conduz ao cenário Olrox's Quarters. A rota da direita superior tem um HEART MAX UP, Escudo de Alucard, Cota de Alucard e a Espada de Alucard. Mas a nossa rota deverá ser seguindo o caminho da direita do ponto onde foi feito o encontro com a Maria. No decorrer de sua viagem, você se deparará com esta passagem eu leva para a Underground Caverns (Basta você remover as paredes e o chão e acessará sem problema):

Mas para abrir essa passagem (E a próxima semelhante a esta) normalmente, você necessita pisar num bloco mais adiante protegido por uma porta com uma aura azulada que, por sua vez, só pode ser aberta com a Jewel of Open (Unlock Jewel na versão japonesa) que pode ser comprada na loja do mercador na Long Library. A próxima passagem reserva pra você somente uma poção de ataque e um cartão da Biblioteca.

Seguindo mais a diante chegaremos num grande corredor com vários Diplocephalus e algumas grandes plantas chamadas Rosa de Pedra que transforma nosso personagem em Pedra. Mas interessante é o que há atrás, no plano de fundo observando-nos furtivamente:

Sempre imaginei que um dia fosse enfrentar esse olho como chefe, mas ele permanece como um mistério sem solução, se é que há um mistério nele. Bem, mais adiante chegaremos a uma porta com uma aura escarlate, esta é a passagem que nos leva para a Outer Wall, que será onde começará o nosso próximo capítulo desta exploração. Sendo assim, despeço-me de todos com o meu habitual Vida longa e próspera!
\\//_

3 comentários:

  1. Já imaginei também como seria um filme de SOTN, principalmente um em Live-action. Quem interpretaria o Alucard? Mas uns OVAs sobre o jogo seria perfeito.

    ResponderExcluir
  2. Esse lance do relogio de ter o 4 como "IIII" eh padrao de todo relogio em algarismos romanos, nao?

    Na epoca da Roma antiga, o nome de Jupiter (o deus dos deuses) era escrito como IVUPPTER, entao pra nao ter problemas de invocar o nome dele em vao em locais publicos (em relogios de sol e afins), o 4 era escrito como IIII ao inves de IV.

    E os relogios eram feitos assim tbm pra manter a simetria (esteticamente falando), onde as primeiras 4 horas usam o "I" (I, II, III e IIII), as proximas 4 horas usam o V (V, VI, VII e VIII) e as proximas 4 usam o X (IX, X, XI, XII).

    Ta ai a sua porcao de cultura inutil (porem cool :P) do dia. Agradeca aos cavaleiros do zodiaco por me tornarem um otaku de mitologia/cultura greco-romana XD

    ResponderExcluir