14 de agosto de 2017

Guia definitivo de “flashcarts” do Mega Drive (Everdrive)

Apesar do cenário da emulação de videogames  estar bastante avançado, com muita variedade, filtros gráficos e cada vez mais perto da geração atual dos consoles, nada é melhor que um bom e velho console para curtir um bom e velho jogo que marcou a infância. Pode parecer besteira, mas entre esse tipo de jogador mais apaixonado é unânime   a preferência por jogar em um hardware original, com um controle original do que por emulação. Porém, essa preferência costuma ficar caro diante dos preços abusivos de vendedores de SNES amarelos “raríssimos”  do Mercado Livre brasileiro... e o pior não é nem isso. No mesmo nível desses consoles, os jogos costumam estar supervalorizados também, tornando a missão de ter um boa coleção de jogos preferidos muito difícil para o jogador e principalmente para suas carteiras.


Mega Everdrive X7 - um dos melhores flashcards para o Mega Drive


O que é um Flashcart?

Visando contornar esse problema e outros, como jogar versões modificadas de jogos, traduções não oficiais e homebrews nos próprios consoles , foi criado o “flashcard”/“flashcart” ou mais conhecido aqui como “Everdrive”. Esse hardware nada mais é que um cartucho de videogame comum mas com entrada para cartão de memória SD ou micro SD. No cartão é possível inserir qualquer jogo e quantos jogos quiser para o console específico. 

Ao ligar o console com este cartucho, aparecerá uma lista de todas as ROMs contidas no cartão de memória e ao selecionar o jogo, o hardware copia a própria ROM para uma memória flash do cartucho, fazendo com que o console leia o conteúdo como se fosse no cartucho comum.

Mega Everdrive X3

É o mais em conta entre os 3 atuais do Krikzz e compatível com praticamente todos os jogos oficiais do Mega Drive Master System (pois o console do Mega também roda jogos do Master) e 32X (com o hardware do 32X).  Porém há suas limitações:

  • ROMs de no máximo 8Mbytes (pode limitar algumas romhacks muito grandes);
  • Não possui hardware para chaveamento de região (incompatibilidade de região jogos x console);
  • Não possui o botão de pause para Master System;
  • Os saves só ficam gravados após um “reset” no console (se desligar direto perde tudo);
  • Não conta com opção de save-state;
  • Não possui porta micro USB para desenvolvimento e programação de ROMs;
  • A velocidade de leitura é menor comparado à versão mais completa do cartucho.
Este cartucho é ideal para quem não quer gastar muito dinheiro em um flashcart e não se importa com velocidade de carregamento da ROM. Costumo comparar à uma versão 1.0 seco de automóvel, onde te leva a qualquer lugar assim como os outros, porém sem conforto de ar condicionado, direção hidráulica e câmbio automático. Entretanto, apesar dessas limitações, os cartuchos do Krikzz costumam ter uma ótima compatibilidade de jogos igual aos dos seus irmãos maiores e o problema de região do jogo pode ser contornado pela manipulação da ROM no PC, trocando sua região, ou procurar ROMs alternativas já modificadas. Seu preço é de $49,00 dólares (ref. Mar/2017)  e pode ser encontrado à venda no próprio site do fabricante http://krikzz.com/store/

Mega Everdrive X5

É o intermediário, conta com todas características do X3, mas claro, com alguns extras:

  • Serve como expansão de memória para o Sega/Mega CD;
  • Possui o botão de pause do Master System no próprio cartucho;
  • Possui suporte à cheats Game Genie e Play-Action Replay;
  • Salva o jogo sem necessidade de resetar o console;
  • Possui hardware de chaveamento automático de região;
  • Carrega a ROM mais rápido que o X3 (em torno de 2 a 4 segundos).
Sua compatibilidade é a mesma e com o mesmo tamanho de ROM (8MB). Funcionalmente, o seu diferencial é justamente a adição dos cheats  para os jogos, o botão de pause do Master e expansão de memória para o SEGA CD, de resto é somente mais comodidade e rapidez.  Seu preço é  de $89,00 dólares (ref. Mar/2017) no http://krikzz.com/store/

Mega Everdrive X7

O X7 é a “Ferrari” dos cartuchos para o Mega Drive.  Possui todas características do anterior porém com muito mais extras e com hardware bem superior:

  • Tamanho suportado da ROM dobra, passando para 16MB;
  • Maior quantidade de memória RAM (256KB);
  • Leitura do cartão SD quase 3x mais rápido;
  • Opção de save-state;
  • Possibilidade de inserir BIOS de Sega/Mega CD;
  • Opção de captura de tela;
  • Menu do cartucho in-game (não precisa sair do jogo para acessar o menu do cartucho ou trocar de jogo);
Na prática, é uma opção interessante para os amantes de romhacking e programação, pois consegue manipular a EPROM e seu hardware tem praticamente o dobro de recursos , não  apresentando problemas com jogos modificados muito grande e lentidão. É o único que consegue rodar o jogo “Pier Solar” e vem dentro da capinha personalizada dele. Porém, esse poderio todo tem um preço salgado, seu preço é $166,00 dólares (mais de 3x o valor do X3) no http://krikzz.com/store/

Everdrive MD V.3


Antes da linha “X”, os cartuchos do Krikzz possuíam esta nomenclatura e a versão V3 é ainda bem popular por aí. É um ótimo flashcard com bom CxB e em relação as funcionalidades fica entre um X3 e X5.

  • Possui hardware de chaveamento de região automática;
  • Salva o jogo sem necessidade de resetar o console;
  • Possui suporte à cheats Game Genie e Play-Action Replay;
  • Possibilidade de inserir BIOS de Sega/Mega CD;
Entretanto por ser mais antigo, possui um hardware mais modesto, onde o tempo de carregamento de ROM é bem grande (pode chegar mais de 30s). Além disso, o processo de regravação da ROM na Flash é “limitado” (em torno de 100000 vezes), ou seja, possui vida-útil (longa mas possui). Seu preço médio também fica entre o X3 e X5 (ou até mais barato) e não está mais disponível na loja do Krikzz, mas é encontrado facilmente por lojas afora. Ex: https://shop.retrogate.com/everdrive/everdrive-md-buy

NEO Myth MD 3 in 1


É uma alternativa aos cartuchos “Everdrive”. Também possui uma ótima compatibilidade de jogos (Master System e 32X também), porém é um tanto diferente o processo de passar as ROMs. Por possuir um cartão de flash no mesmo estilo dos flashcarts do GBA, não é utilizado os cartões SD e para passar as ROMs é necessário conecta-lo no PC via USB e acessa-lo via software específico do cartucho (vem incluso). Possui a maioria das funcionalidades de um Everdrive X5, mas não conta com a opção de cheats e nem save-states.

Dificilmente é encontrado e costuma ser caro (entre $150 e $200 dólares), está na lista por ser o único (até o momento) que conta com o chip YM2413, permitindo a funcionalidade de som FM do Master System.

"Xing-Lings"


Como todo produto de sucesso há também suas versões “Made in China”. A maioria destes cartuchos contém o label do Sonic. Normalmente os clones são do Everdrive MD V3 e V2 , portanto espere as mesmas funcionalidades (uns com e sem botão do pause) e o “mesmo” suporte de jogos. Quanto à execução é onde podem aparecem alguns problemas:

  • Instabilidade nos jogos (travamento e slowdowns);
  • Perda de saves;
  • Pior qualidade de material, componente e montagem;
  • Vida útil mais curta;
  • Mais lento;
  • Sem suporte à atualizações de Firmware e Software;
  • Pode não funcionar em clones de Mega Drive;
  • Chance de “brickar“ o próprio cartucho;
Tirando alguns desses problemas que podem ou não ocorrer (de fato há relatos de cartuchos chineses que morreram cedo e problemáticos e outros funcionando ainda por bastante tempo), é a melhor opção para quem quer gastar menos ainda com flashcarts do Mega Drive. Custa em torno de $29,00 dólares e pode ser encontrado em sites de importação da China e Ebay.

Considerações Finais

Vale lembrar que todos esses cartuchos (menos os chineses) contam com atualizações de software e firmware, contém manual de instruções e sob hipótese alguma conseguem rodar o Virtua Racing por este possuir um chip especial SVP não presentes nestes cartuchos. Para as ROMs de 32X necessitam que o módulo 32X esteja instalado no console.

Já para outras plataformas, também existem seus respectivos Everdrives. Existem para: Super Nintendo, Nintendo 64, Game Boy, Nintendinho, Turbo Grafx, e recentemente um para NeoGeo.

Não entrei em detalhes mais técnicos, por não ser o objetivo do artigo. O objetivo é apenas apresentar e informar as funcionalidades de cada cartucho mais úteis para a maioria dos jogadores.

Conclusão


Por possuir flashcarts para todos os gostos e bolsos, são opções bastantes interessantes para os apreciadores do Mega Drive. Mesmo jogadores mais puristas e colecionadores costumam possuir um pelo menos para testar, de forma plena, as milhares romhacks / homebrews espalhadas pela Internet e de comunidades especializadas. Já para jogadores sem essa ambição de colecionar, por um custo único, é possível ter toda a "biblioteca" do Mega Drive e Master System em um único cartucho para curtir sozinho ou relembrar os jogos preferidos com o amigo no segundo controle.

Um comentário:

  1. Poxa, bacana demais o post!
    Legal que explicou a diferença, linkou e tudo mais. Pessoal costuma correr para os clones chineses e depois se arrependem, espero que este guia ajude todo mundo a não cair nessa ou pelo menos fazer de forma consciente.
    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir