8 de janeiro de 2015

Rei Leão II “Chinês” ou Shishi Koma-inu e Kara-shishi? (ザ・ライオン・キング・II)

Hoje aqui no Desconstrutor teremos algo um pouco diferente, iremos Desconstruir um game “pirata” desenvolvido pela empresa Taiwanesa Gamtec Corporation (三協資訊股份有限公司). The Lion King II: Simba's Mighty Adventure ou O Rei Leão II: A Super Aventura de Simba é um jogo de plataforma NÃO licenciado lançado para Mega Drive em algum ponto da década de 1990 ou início de 2000 (No chip do jogo vem escrito "SEGA ACT 2002").


Jogo é originário da China, ou mais precisamente de Taiwan

No geral, esses jogos de origens chinesa são considerados apenas como hacks que se utilizam tanto de sprites quanto de demais elementos de jogos já existentes, entretanto, muito embora The King Lion II faça uso de efeitos sonoros esquisitos, este aqui é um caso especial uma vez que este foi um jogo criado quase que totalmente do zero e que aproveitam os sprites do Simba quando filhote e adulto, que foram ripados (Extraídos) do jogo original desenvolvido pela Westwood Studios, Virgin Interactive, Dark Technologies e lançado em dezembro de 1994.

Um dos padrões de designs de cartuchos mais bonitos

O impacto da competência e do profissionalismo dos desenvolvedores nesta segunda versão deste game já é notável logo na tela título, onde é exibido Mufasa e Simba (Ou ambos seriam o Simba em versão filhote e adulto?) correndo por uma estrada com um efeito que simula o 3D.

Este game possui um enredo próprio

CURIOSIDADE: Com relação ao gif anterior (Onde aparecem os leões correndo de frente) e consequentemente a este momento na tela de apresentação (Primeira delas assim que iniciamos o game já que o game não vem com o logo da SEGA), percebi com ajuda do código FF002B:00C1 e um pouco de “matemática observativa” a existência de um looping que se renova a cada 206 quadros que não deveríamos ver devido ao fato do tempo em que eles dois estão correndo neste momento ser finito e relativamente breve. Ou seja, com o código FF002B:00C1 podemos travar esse tempo fazendo com que os dois leões fiquem correndo nessa tela infinitamente.

Quando observamos atentamente certos detalhes, pensamos se tratar de um jogo oficial, e isso se persiste na tela seguinte onde mostra os protagonistas em pé parados sobre uma montanha e exibindo o logotipo do Rei Leão II inclinando para frente e para trás e depois uma aproximação de tela em que aproxima os personagens simulando um efeito 3D'ish (Para se parecer com 3D ou algo com "jeito meio 3D").


Para dar esse efeito foram desenhados cinco imagens (Quatro quadros de ampliação)

E o trabalho não se limitou apenas a sua programação, este também recebeu uma capa toda personalizada para ser comercializada. Observando detalhes assim, pensa-se que o jogo, apesar dos defeitos, teve uma dedicação acentuada.


Apesar do nome, Rei Leão II não é baseado no filme homônimo lançado em 1998

Possivelmente devido a alguma proteção contra cópias, constatou-se que os cartuchos “originais” (Os primeiros a serem feitos) possuem um bug não intencional que causa invencibilidade e vidas ilimitadas. E muito embora o medidor de vida não diminuísse nessa versão ao ser atacado por um inimigo, mesmo assim, seu personagem é atingido.


Adotando o padrão Japonês no design do cartucho

O modelo do cartucho condiz com o padrão adotado pelos Japoneses, conforme mostrado na imagem anterior, mas seu interior é completamente diferente de um padrão de game original. Existem imagens quem mostram que o jogo é gravado em dois chips "bubble" (Boleados) que são soldados em uma PCB (Do inglês "Printed Circuit Board” = Circuito impresso) feita sob medida juntamente com seu fixador. Cartuchos oficiais de Mega Drive têm os dados armazenados em chips comuns e possuem também uma bateria de Litio geralmente usada ou para alimentar o armazenamento de memória com dados do jogo tais como pontuações mais altas ou um progresso em um jogo de RPG. O que é peculiar sobre esse game é que a ROM do mesmo não funciona em qualquer emulador, por isso criei este tutorial sobre o Kega Fusion porque foi a versão em que o game conseguiu funcionar, caso queiram, podem baixar o emulador através desse link AQUI. Outro emulador que conseguiu rodar a ROM deste game foi o Regen095D que você pode baixar AQUI.


A aparência do chip do jogo

Durante o jogo você tem a sua disposição duas versões de um mesmo personagem: Simba filhote e Simba adulto que se alternam entre si utilizando a mesma lógica do consumo dos cogumelos vermelhos nos jogos da série Mario Bros. Você inicia com Simba filhote, entretanto, ele se torna adulto ao quando apanha uma estrela dourada. Todavia Simba filhote pode ser re-acessado somente ao tocar em um inimigo.

Desconstrução (Códigos testados no Fusion 3.64):

Primeiramente iremos para os códigos básicos, em outras palavras, aqueles mais simples que você geralmente encontra nos sites de códigos (Se bem que eu não encontrei códigos pra esse jogo).

FF7213:0063 = Código para 99 patinhas de leão. Este código é útil porque quando chegamos a 100, ganhamos uma vida, portanto, a cada patinha que pegamos pela fase, automaticamente soma-se uma vida ao marcador do canto inferior esquerdo. Mas se o problema é vidas, basta usar o código a seguir.

FF7069:000A = Esse código permite que você fique com 10 vidas, eu escolhi esse valor de 10 porque se ultrapassamos isso, por exemplo, colocando 11 vidas (Código FF7069:000B), o marcador de vidas localizado no canto inferior direito ficaria bugado exibindo uma imagem do seu personagem.

Obs: Eu sempre tive uma sensação estranha com relação a códigos que dão vidas ao personagem, primeiro porque quando eu encontro essas coisas eu procuro explorar logo os limites do marcador para ver se há algo de estranho, ou mesmo um limite definido. Por exemplo, existem games que quando tem seu marcador de valor máximo ultrapassados passa a exibir caracteres estranhos ou mesmo letras. Outro fator é que códigos de Pro Action Replays tendem a ser poderosos o suficiente ao ponto de manter suas vidas enquanto o código estiver ligado. O que isso quer dizer? Que independente de serem 100, 10, 5, ou mesmo duas vidas, ele pode morrer infinitamente que suas vidas jamais se acabarão enquanto o código estiver “ON”. Mas além do código de vidas, temos também o de continues.

FF00D1:0009 = 9 continues (Infinitos). Novamente vale aqui a observação anterior sobre as vidas. Mas se mesmo assim não for suficiente, basta usar o código a seguir. Entretanto, se o seu problema com este game não são o número de “patinhas de leão”, nem de vidas ou de continues, mas sim de, life (Barra de energia), basta usar o código a seguir.

FF7217:0004 = Barra de life sempre cheia. O valor de 4 é definido como o máximo porque assim como o código de vidas, se ultrapassarmos esse valor (Por exemplo, usando o código FF7217:0005), a barra de life localizada no canto inferior esquerda também ficará bugada. Mas mesmo com a barra de energia sempre cheia, mesmo assim você continuará sendo atingido, neste caso, o único modo de não ser atingido é usando o código a seguir.

FF720E:0B00 = Invencibilidade. Este código faz com que você passe por dentro dos inimigos. Todavia, este NÃO o protegerá contra abismos, fora que ele também fará você passar por dentro das patinhas de leão, estrelas e etc (Impedindo de coletar estes itens). 

Obs: Por alguma razão que ainda não descobri qual, este código simplesmente para de funcionar quando pausamos o game com o código ativo. Neste caso, sugiro você resetar o game com o código desligado e acioná-lo sozinho (Sem nenhum outro código em paralelo) quando iniciar o game.

Por fim, vamos aquele que considero ser o ultimo dos códigos básicos.

FF0093:0000 = Código para deixar Simba Adulto

FF0093:0001 = Código para deixar Simba Filhote

Obs: Quem já jogou The King Lion II sabe que a “transformação” de Simba adulto só dura até que seu personagem seja atingido, portanto, se um inimigo qualquer acertar o personagem, este voltará a ser filhote. Entretanto, com o código ligado, este retornará a seu estado adulto. Isso causa certo desconforto ao jogador, portanto, sugiro que ao usar este código, use também o de invencibilidade.

Códigos não tão básicos assim:

FF006B:0003 = Faz o personagem flutuar no ar. Mas como este código desabilita o comando de pulo, ele deve ser ligado quando no auge de um salto quando seu personagem pular ou que ele esteja sobre uma plataforma alta. Basta mover o personagem para os lados que ele se deslocará. Desligar o código não corta o efeito, para isso, você, ou deverá ser atingido, ou deverá se deslocar por aclives e declives até o efeito do código passar. Mas se não quiser usar nenhum desses artifícios, usar o código a seguir FF006B:0000 que desativa o código anterior trazendo de volta a função “pulo”. Mas este deverá ser ligado e depois desligado, caso contrário, você poderá fazer seu personagem saltar, mas ele NÃO sairá do chão.

FF7207:0000 = Salto crescente. Este código funciona da seguinte maneira, se você pressionar o botão de pulo com ele ligado, seu personagem dará um salto de ascendência infinita, ou seja, ele subirá até os limites da tela e o ultrapassará fazendo com que ele reapareça em baixo. Você ainda terá controle de seu personagem, mas este só descerá quando o código for desligado. 

Obs: Os velhas guardas de Street Fighter II arcade malucão irão ter uma estranha sensação de nostalgia com este código.

Código Expresso:

Os códigos expressos funcionam da seguinte maneira, na tela de apresentação, você ativa o mesmo referente a fase a qual você quer jogar e dá Start fazendo com que o game se inicie na referida fase. O código base é este: FF0037:000X sendo que o valor de “X” será substituído pelo Hexadecimal da fase em questão. Vamos a cada uma delas:

?????????:

O normal em casos de códigos expressos é a contagem começar de ZERO (0), mas no caso de The King Lion II, a primeira fase do jogo, Guilin, esta localizada no valor hexadecimal um (1). E muito embora apareça “Zone - 5”, esta aparece desprovida de um nome e a fase começa com essa tela esverdeada, mas depois a tela varia de cor porque o personagem morreu ao cair num provável abismo.

FF0037:0000

Guilin:

É uma localidade situada ao noroeste da Regiao Autónoma Zhuang de Guangxi, na República Popular da China. Está situada na margem oeste do rio Li, em uma zona de montanhas cobertas de vegetação que conferem à cidade uma beleza especial.

FF0037:0001

The Great Wall Muralha da China:

A Muralha da China, também conhecida como a Grande Muralha, é uma impressionante estrutura de arquitetura militar construída durante a China Imperial.

FF0037:0002

Tumba de Qin Shi Huangdi:

Qin ou Ch'in foi um estado existente durante os períodos da Primavera e Outono e dos Estados Guerreiros, na China.

FF0037:0003

Temple of Heaven ou Templo do Céu:

O Templo do Céu é um complexo de templos taoístas em Pequim, o maior do seu género em toda a República Popular da China.

FF0037:0004

Zhi Duling Tomb:

Se refere ao Monastério Shaolin e seu bosque dos Pagodes localizado na cidade-condado Dengfeng em Zhengzhou que se estende por uma área de 1.220 km e fica localizado na província de Henan, na China. Na antiguidade era chamada de Yangcheng.

FF0037:0005

Obs: Pagode é um Templo que alguns povos asiáticos destinam ao culto e adoração aos seus deuses. Aqui em The King Lion 2, esta fase se difere das demais em termos de jogabilidade devido ao fato da tela se deslocar da esquerda para a direita empurrando o personagem.

Ultrapassando o Além:

Se ultrapassarmos o valor de 05 (Por exemplo FF0037:0006), as fases serão tão bugadas quanto ao do nosso primeiro exemplo em que começamos com ZeroZero FF0037:0000.

FF0037:00(Valor acima de 05)

Reflexão sobre Cultura, Tradição e Religião (InGame):

Alguns devem ter notado que Rei Leão II se passa em diversos locais da China, mas com certeza devem ter se perguntado a razão por eu usar “Shishi Koma-inu e Kara-shishi” no título deste texto. Na verdade essa foi uma brincadeira que eu imaginei quando estava falando sobre “Leão Chinês" com o meu amigo Thiago “Senil”. Mas conforme disse outrora meu amigo Sotério Salles (e eu concordo plenamente com ele), o enredo de Rei Leão 2 é simples: Simba e Musafa vieram à China, mas se separaram por alguma razão e Simba precisa encontrá-lo, e ao coletar um “artefato mágico” pelas fases, Simba se torna adulto até que alguém o atinja. Na verdade, a história não foge disso, é simples e plausível. Mas vamos desconsiderar um pouco essas informações evidentes e considerar outras implícitas e montar uma teoria usando determinando que Simba filhote e adulto são na verdade um par de Shishi.


Shishi proveniente da língua chinesa “石獅子”, é um elemento cinoforme habitualmente feito de pedra chamado Canis lupus familiaris ou simplesmente “Cães” e estão presentes nesses templos. O termo pode ser traduzido como "Cão", mas também pode se referir a um “Leão” com propriedades mágicas que concede a capacidade de repelir espíritos maléficos (Assustar demônios com sua boca aberta provavelmente rugindo), o que aliás, essa é a razão deles guarnecerem os tempos.

O fato é que eu não faço a menor ideia de que quando Rei Leão II foi concebido havia de fato alguma relação com Shishi (“Shishi Koma-inu e Kara-shishi”), mas vamos pensar (Extrapolar) um pouco sobre uma estranha teoria visando Desconstruir e remontar (Ou simplesmente construir) qualquer relação filosófica, cultural e/ou religiosa sobre este game e tirarmos a nossa própria conclusão sobre a seguinte teoria (e sintam-se a vontade para debater o assunto nos comentários):

Simba e Musafa ou somente Simba filhote e adulto seriam Shishi! Segundo a tradição um par de Shishi montam guarda do lado de fora dos portões dos templos shinto e templos budistas (Dois leões em locais diferentes da China). Eles, segundo algumas imagens pesquisadas, demonstram que suas aparência são idênticas entre si, mas obviamente são dois seres distintos, analogiando com Simba pequeno a se tornar um ser diferente In-Game em aparência. Ou remetendo à tela de apresentação em que possivelmente são Simba e Musafa, podemos extrapolar que Simba e Musafa (ou Simba e Simba) são poderosos animais míticos que têm sua origem na tradição budista ou se converteram em tal (Já que o jogo É Chinês mas a origem dos personagens não são Chineses), somado ao fato de que, culturalmente falando, os leões são animais consagrado a Buda e introduzidos com o budismo como defensores da lei e protetores dos edifícios sagrados (Você controla “eles” na China). E então? O que vocês acham?


De qualquer maneira, o jogo se encerra com ambos observando o céu estrelado e fogos de artifícios ascendendo e estourando ao longe, o que me faz refletir sobre a confiança que gera união em pensamentos mútuos de esperanças. Mas o que isso quer dizer? Para responder isso, eu penso numa frase de Leon Tolstoi que dizia que “A arte é um dos meios que une os homens”. De certo modo me fazendo imaginar o quanto somos fortes quando estamos unidos, mas volta e meia precisamos ou somos obrigados a estar sozinhos mediante a uma necessidade para alcançarmos outros níveis de grandezas espirituais para vencermos batalhas intrapessoais. Ainda estou me referindo à Shishi Koma-inu e Kara-shishi? De certo modo sim, mas direcionado ao que acontece no jogo em si: Simba se separou de seu pai e teve de se virar sozinho para encontra-lo, no decorrer do game percebemos que ele se torna adulto (Grande) quando em contato com uma estrela, e pensem como eu quando digo que o simbolismo da estrela não esta ali por mero acaso ou puramente por razão alguma se quer. Estou dizendo tudo isso porque que as vezes não conhecemos nossos limites até sermos obrigados a conhece-los para finalmente ultrapassarmos.

Porque esse texto?

A ideia de falar sobre este jogo meio que nasceu de uma interação em conjunta entre o meu amigo Gustavo Guimarães Cruz lá do SnesTalgia e eu aqui no Desconstrutor. O intuito seria ele desenvolver o Review dele lá pro site do Juan e eu aqui com um texto Desconstrutivo. Portanto, como os trabalhos meio que se completam, vou pedir para vocês clicarem neste link AQUI e dar uma passadinha lá para prestigiar e curtir o trabalho do Gustavo, lá ele também disponibiliza o Manual do game (Sim! Fizeram até um manual) e a ROM do mesmo para que você possa jogar o game em casa.

E assim eu concluo meu texto sobre Rei Leão II esperando que vocês tenham gostado de ler assim como eu gostei de escrever e desejando desde já vida longa e próspera.
\\//_

8 comentários:

  1. Gostei demais da filosofia que implementou no seu texto e valeu por essa interação de ideias.
    Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos decidir qual jogo poderemos falar na próxima, não é verdade?

      Excluir
  2. Visite o Desconstrutor... Aqui você encontra conteúdo Gamer, filosofia, cultura, biologia, matemática e muito mais kkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Ótimo texto manolo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA
      Foi ótimo este seu comentário, Sotério! Obrigado pela sua constante presença...
      \o/

      Excluir
  3. Lembro que baixei essa rom no meio do pacotasso lá do emuparadise... No aguardo de uma desconstrução do Legend of Wukong e os outros RPGs chineses do Mega Drive que receberam traduções pagas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Cosmão! Rapaz! Mas esse Legend of Wukong tem disponível na internet pra Download?

      Excluir
  4. Muito massa heim, e concordo com o Soterio, temos de tudo por aki,rs

    ResponderExcluir