24 de dezembro de 2014

Corrente Nostálgica de Natal (Arcades e Locadoras e Natal esquisito)

As viagens pelos tortuosos tuneis da memória nem sempre são precisas, as vezes tendemos a preencher lacunas com os devaneios de nossa própria consciência diretamente dependente de como víamos aquele momento, como ele foi gravado em nossa memória e toda a carga emocional que isso acarretou. Sendo assim, podemos concluir que existem coisas as quais não podemos evitar lembrar, pois elas ficam entalhados em nosso cérebro e uma hora ou outra no futuro elas irão se manifestar novamente. Nossa vida é assim mesmo, vivemos fatos que nos marcam quer sejam com coisas doces ou amargas, e creio como verdade que isso faz parte de um dos mais naturais processos de crescimento e desenvolvimento do ser humano.
Um ambiente que me marcou mais que qualquer outro

Na primeira metade da década de 1990, vimos uma tendência surgir e crescer cada vez mais: A atenção pública sobre os jogos de Video Games. Com isso, a febre foi tanta que era normal você encontrar locadoras e fliperamas por todos os cantos e lotados por crianças, adolescentes e até mesmo adultos, e as bancas das cidades eram inundadas por revistas especializadas no assunto. Lembro que em algumas lojas se viam campeonatos de Video Games sendo organizados para promover um determinado lançamento gamístico ou comemorar uma data especial qualquer. Mediante a tudo isso, seria normal que os jovens daquela época se reunissem nesses ambientes porque de alguma ou de várias formas eram especiais para eles.
Natal gamístico

Quando surgiu a proposta de escrever sobre as memórias natalinas gamísticas marcantes, por um instante a minha mente retrocedeu no tempo há décadas passadas, mais precisamente dezembro de 1992. Nunca passei o Natal num Fliperama, mas a primeira vez que passei numa locadora foi em Dezembro de 1992, era uma sexta feira e eu tinha ido lá visitar um amigo meu que me convidaram para cear. Logo após a refeição, este meu amigo me convidou para jogar um pouco de Mega Drive, mas no meio da jogatina este meu amigo teve a seguinte ideia:

-“Bora fazer os Fogos na Torre no mundo dos games?”

Para quem não entende a pergunta, é muito simples: Aqui em Belém-PA, desde 1990, que ocorrem durante as viradas dos anos aproximadamente 15 minutos de pirotecnia em torno da Torre da RBA, com o intuito de prestigiar a chegada de mais um ano na maior e mais importante avenida da capital paraense.
http://www.diarioonline.com.br/noticias/para/noticia-268282-.html

Então eu perguntei a esse meu amigo - “como assim fazer os Fogos da Torre?”-, então ele respondeu que deveríamos usar um game para podermos espalhar sobre uma fase ou parte da mesma uma série de explosões ou qualquer coisa que tenha relação com fogos, mas que ele não sabia que game usar ou mesmo como fazer. Então eu respondi pra ele: -“Agora só me vem uma coisa em mente, Marble Zone com Modo de Edição e lavas vulcânicas saltitando pela tela inteira”, então ele colocou o cartucho do Sonic 1, fiz o macete do Modo de Edição junto com o de Seleção de Fases, fui para a Marble Zone e espalhei por uma parte da tela vários daqueles fogos que brotam da Lavas Vulcânicas. Fiz tantos que deu SlowDown.
Esse dia foi marcante até para as crianças em volta que não compreendiam o que se passava

Quando dei por mim, algumas crianças que estavam lá (Primos dele se bem me lembro), ficaram em volta da gente olhando aquela coisa tosca toda, até que este meu amigo disse: “Solta o Sonic aí nesse meio”. Então eu pressionei “B“ para destransformar ele e o Sonic ficou quicando de um lado pro outro sendo atingido pelos fogos. Em seguida, o pai deste meu amigo chegou, viu aquilo e disse: “Como vocês fizeram isso! Ele não morre nunca?”.
No ano seguinte, nem o Sonic 2 escapou dos fogos

Desde então, fizemos nossa própria tradição indo do Sonic 1 até o Sonic 3, (sendo que na terceira versão do game do Porco Espinho para Mega Drive, não existiam fogos então usamos outra coisa que não me lembro o que é) cada final de ano eu ia lá e fazíamos os fogos “na torre”, cada um em cada fase e com outros fogos.

É isso ai esse foi um dos nossos post’s em comemoração ao Natal (Depois de amanhã teremos outro texto), abaixo deixo os links dos demais participantes.

Participantes da Corrente

MarvoxBrasil
SnesTalgia
Arquivos do Woo
História Revista
Retrô Gamer World
Bragames Brasil
Vão Jogar!
SouPop
OkaeriMinna
Blog Desocupado
Gamer Rambo Brasil
The Ryan
Detona Bits
Defenestrando
Round ONE Games
Sora Gamer
Zerando jogos Antigo
Pyron's Lair
Spawn Gamestation
Canal do Gordo
Onera
Canal dos Ninjas
Canal Mundo Anos 90
Dratini Joga
Memes Faustosos
CantinhoDoUmild
AWESOME GAMES
Homer extreme
Games and zuera
Lemosnter
GameVideoRoom
Ryn Gamer
Guilherme Nitsuma
Guilerme Evil
Alex will
Canal três Games
Site Cave of Toys
GuimAMES
Lembra o Game?
Vitor Santos
Marcos Paulo
CPA GAMEPLAY
Projeto Gênesis

Ajude os autores visitando seus sites, curtindo e compartilhando suas postagens.

E por hoje é só! Nos vemos na próxima postagem.

16 comentários:

  1. Aê!!! Mais uma ótima história de natal \o/

    Essa corrente tá valendo a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Me diverti bastante lembrando e escrevendo esses textos...

      Excluir
  2. O Famoso editor de fazes do Sonic! Não sabia que as pessoas tinham muita historia interessantes envolvendo games no Natal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esperemos que o evento lá do G+ nos tragam mais histórias interessantes...
      Ha! E depois de amanhã teremos uma participação especial aqui no Desconstrutor com mais umas breves historinhas de um amigo meu...
      \o/

      Excluir
  3. show demais ^^ muito vriativco da parte de voces "^^ adorei ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado... Você chegou a ler as histórias lá no SnesTalgia?
      http://www.snestalgia.blogspot.com.br/2014/12/corrente-nostalgica-de-natal.html
      Tem uma participação especial minha por lá...

      Excluir
  4. Pena que não sabia desses truques antigamente kkkkkk
    Uma história bem marcante mesmo!!

    ResponderExcluir
  5. Que história louca! Muito bacana! Parabéns pela criatividade na época.
    Quando eu era criança eu ficava pensando no que fazer de diferente com videogame, ou coisas do dia-a-dia com temas de games.

    Alguns frutos disso foram bonecos do Mario de papel que eu mesmo fazia, pastas e mais pastas de desenho, e pintava os temas do Mario na parede do meu quarto... XD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pow! E você não tem mais imagem alguma dele?

      Excluir
  6. Bacana J.F. Sousa...
    Você é o cara!
    Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que legal! Foi muito criativo ^^

    ResponderExcluir
  8. Épocas arcaicas que não voltam mais, muito bom lembrar disso e tudo mais...
    Dá até vontade de instalar um emulador e colocar uma árvore de natal no quarto só para recriar os momentos...
    Artigo muito bom Souza, valeu!!!!

    ResponderExcluir